Relacionamento

04 de Dezembro de 2019

O AMOR E SUAS LINGUAGENS


O AMOR E SUAS LINGUAGENS

A comunicação é fundamental para que os seres humanos se relacionem em sua plenitude, sem ela certamente teremos conflitos e nossa relação estará fadada ao fracasso. Se comunicar com eficácia é importante em todos os aspectos. Dentre os relacionamentos entre humanos, quero destacar a relação conjugal.

No livro as Cinco Linguagens do Amor, Gary Chapman defende a ideia de que o amor é uma linguagem que os casais devem expressar em sua relação. Segundo Chapman, cada um de nós “nasce com uma maneira específica de identificar e se comunicar, receber e dar amor”. Esse processo é chamado de linguagem, e as várias maneiras de expressá-la são chamadas de “dialetos”. É importante lembrar que cada pessoa desenvolve uma ou duas delas, afirma o autor do livro.

Quero, em síntese, apresentá-las a você leitor:

1 – Palavras de afirmação

Como o nome diz, são palavras positivas, um agradecimento, um elogio, do tipo: “O jantar estava ótimo”, “Acho que você faz isso muito bem”, “Vai dar tudo certo”. Você não precisa ser um poeta para manifestar este tipo de comunicação, mas precisa ser sensível e criativo. Certamente seu cônjuge ficará encantado, sentindo-se muito amado e feliz.

2 – Qualidade de tempo

Um dos grandes problemas na relação conjugal é “A tirania do tempo.” Esta outra linguagem diz respeito a um tempo dedicado exclusivamente e de qualidade a sua relação. As expressões ou dialetos podem ser: conversas de qualidade, passeios, assistir televisão juntos, ir ao cinema, marcar encontros com amigos mais próximos pelo menos uma vez por semana, assim por diante.

3 – Presentes

Quem não gosta de ganhar presente? Mas, existem pessoas que se sentem muito amadas quando recebem um. Não importa o valor, o que importa é a valorização de ter sido lembrada, pode ser uma flor colhida no caminho ou no quintal da casa, um cartãozinho feito com carinho, coisas simples, porém sinceras encantam estas pessoas.

4 – Atos de serviço

Aqui Chapman é categórico; quem tem este tipo de linguagem são aquelas que fazem questão de oferecer seus préstimos ao outro como forma de demonstrar seu amor. Lembre-se: O que você faz conta mais do que qualquer palavra. Lavar a louça, consertar a fechadura, levar o lixo para fora, levar o carro para lavar etc. demonstram à pessoa o quão importante ela é para você.

5 – Toque físico

Bom! Este dialeto deve ser vivido com intensidade, até porque quem não gosta de um carinho através do contato físico? Beijos, abraços, cutucões suaves com o cotovelo, mão nos ombros, as relações sexuais, toque suaves pelo corpo, mãos dadas, entre outros gestos, representam essa linguagem. Só não vale sair por aí abraçando todo mundo... Guarde o seu toque para quem é realmente importante.

Nosso desejo maior é que você tenha uma relação marcada por um linguagem que expresse o amor com intensidade, já que o amor verdadeiro nunca acaba, pois quanto mais amor se dá, mais amor se tem – “Assim, permanecem agora estes três: a fé, a esperança e o amor. O maior deles, porém, é o amor” (1 Coríntios 13:13).

*Bartolomeu Patrício é Teólogo, Psicólogo Clínico e Terapeuta Familiar.


Publicado por Bem Casados
em 04 de Dezembro de 2019

APLICATIVO BEM CASADOS!

Baixe nosso aplicativo e confira as vantagens